Click here to find the review atualizations

sexta-feira, 28 de maio de 2021

A política da moral cristã

 


Uma das bases políticas ao longo do tempo, foi a autoridade que é dada por deuses ao curso das civilizações. A relação com o sobrenatural vem dos primórdios da existência humana que atribuía a origem divina aquilo que não podia explicar. Daí nasceu o culto ao deus sol, deus lua, o deus da chuva , o deus da colheita ,em busca de respostas ou gratificações por ofertas estabelecendo uma relação de submissão e trocas. Com o tempo essa relação foi evoluindo para o deus da guerra , da justiça , até que simbolicamente representasse a nomeação ou benção dada a um rei. As sociedades a princípio , eram politeístas (crença em vários deuses).  O judaísmo foi uma das poucas religiões que eram monoteísta e ainda sim, uma das mais perseguidas até originar o cristianismo católico.

A partir do momento em que a benção e a glória eram almejadas por lideres e reis em períodos onde ocorriam muitas batalhas , os conselheiros espirituais começaram a ser muito influentes. E foi um longo processo até gerar a instituição Igreja católica que se tornou parte da realeza , formando a hierarquia de elite denominada clero.

Desde então, teve uma forte influência social e política na vida das pessoas. A igreja enriqueceu pelos acordos comerciais que praticava. Em nome da igreja, declaravam guerra, expandiam território e nomeavam reis. E assim toda Europa foi ocupada. Em troca , recebiam quantias de ouro, estabeleciam privilégios e posses de grandes extensões de terra




Era preciso manter a fé. O teocentrismo é o princípio onde deus se coloca no centro de tudo, porque só deus pode ser justo e a ele cabe a justiça. A religião passa ser a lei. O direito se fundamentou nas escrituras em latim com a finalidade de orientar, os preceitos morais de abnegação e recompensa eterna. O cristianismo se tornou a religião oficial dos grandes feudos. Junto com a nobreza ( classe rica ) conquistou todo território europeu, subjugando o povo nativo a trabalho escravo. 

Nascia o determinismo. A sociedade foi criada por deus, assim todo homem deve aceitar o destino escrito por ele.



Nascia o conservadorismo. Com expectativa de barrar a mobilidade de classes ao dizer que o homem deveria aceitar o seu destino. Admitindo a riqueza de uns e escravidão de outros. Justificando privilégios. A luta do bem contra o mal. O exercício da violência como castigo . A classe política conservadora cujo objetivo é manter o sistema de hierarquias através da  doutrina determinista, nascia.


Eis o princípio do conservadorismo:

“ deus quis entre os homens que uns fosse senhores e outros, servos de tal maneira que senhores estejam obrigados a amar e venerar a deus e que os servos estejam obrigados a venerar o senhor”

St. Laud Angers