sexta-feira, 21 de maio de 2021

As peças do jogo - Como nascem as organizações fortes?

 


Todas as estruturas de poder se organizam através da construção de instituições fortes com modelos de gestão política que servem como parâmetro para gerir um território. Por exemplo , logo depois da primeira guerra mundial, foi quando começaram a surgir os primeiros tratados de acordos mundiais. O surgimento da ONU , da organização mundial do comércio, organização mundial do trabalho, a regulamentação do petróleo no mundo ( OPEP ) , com os tribunais internacionais. Essas organizações foram formadas pra regular as relações entre países que vão do comércio e políticas internacionais até a regulamentação de leis para o trabalho, para a educação e desenvolvimento de forma padronizada. Assim também são os países, Estados e nações. Toda estrutura de poder tem um modelo de governo, que define como as ações deles afetam a vida da população.


Ao longo do tempo, o momento histórico e a vivência definiram alguns preceitos que descrevem as características base de governos, sendo eternizadas por sua sabedoria e perenidade ao longo de gerações. Assim , no período do surgimento das grandes civilizações nasceram as primeiras teorias sobre a arte da ciência política. Nele, reconhecemos 4 modelos para governar uma Polis ( cidade - Estado ) , território ou país. São eles a tirania, democracia, oligarquia e aristocracia.


O que é tirania? - Tirania é um estado de poder absoluto que o governo exerce sobre as pessoas. Esse controle age através da opressão, tendo em vista a manutenção do poder por um único grupo. Esse sistema é definido por descaracterizar o indivíduo, em prol do sistema. Ou seja , as pessoas são criadas para servir, limitando suas ambições pessoais para produzir riquezas para o Estado. Por isso esse modelo de educação preza por instruir apenas ao trabalho mecânico e obediência, limitando a capacidade de pensar. Os pilares de controle social passam por uma forte presença militar, que é opressora e autoritária. A violência é uma arma de domínio. Além disso , há uma forte hierarquia institucional, que entre si, que mantém o poder nas mãos de poucos, onde a população não participa das decisões , que concentra as riquezas e das quais mantêm o povo ao seu serviço. A tirania pode acontecer dentro de um país ou de um país para o outro, como por exemplo, foi a escravidão sobre os povos conquistados. Sua forma mais radical seria a distopia que conhecemos quando o grau de domínio alcança grandes organizações que regulam as estruturas de governo, mundialmente. Por isso há o perigo que essa soberania se estabeleça como força absoluta, tendo o poder de restringir as liberdades individuais.

O que é democracia? - O preceito que rege a democracia é o princípio da isonomia. Ou seja, é a igualdade perante a lei. Portanto, todo cidadão tem o direito e o dever de participar da vida pública. Nesse sistema , a vontade geral, se sobrepõe à vontade individual, mas dessa vez , pelo voto da maioria. É preciso assumir um interesse comum, pela coletividade. No seu modelo mais direto, o cidadão defende suas ideias em comunidades, em assembleias, se colocando a mercê do juízo popular. Mas o que fragiliza a democracia é o surgimento da vontade individual se sobrepondo sobre a ética. Uma classe que esteja despreparada para vida pública, tende a confiar em discursos demagógicos , dos quais tem o intuito de persuadir o povo a seguir uma direção que pode não representar o melhor para a sociedade. A capacidade de dissuadir, predomina sobre a verdade. Além disso, a democracia pode ser muito excludente ao determinar, quem de fato pode ser considerado cidadão. Quando grupos minoritários representativos como por raça, mulheres, classes sociais ou estrangeiros são proibidos de participar da vida pública, isso significa invisibilidade para ter políticas que os protegem e garantam a dignidade. Por sua vez, a democracia atinge seu patamar mais alto quando a população é educada a ter consciência política para reconhecer seus direitos e deveres através da educação, tendo uma consciência crítica treinada para reconhecer a demagogia e lutar democraticamente, pelo todo.


O que é oligarquia? - Já essa estrutura , o sistema público e privado se fundem , para formar uma falsa aristocracia. Essa é a aristocracia como conhecemos. O poder é conquistado através do acúmulo de propriedades ou bens, criando regulamentações próprias, cujo a autoridade é transferida por hereditariedade. Também se aplicam a sociedades monoteístas ou politeístas, onde o poder de governar é dada por deus ou deuses. Aqui , o trato político faz o direito do povo comercializável, regido por interesses privados e influência.


O que é aristocracia? - Por fim, a aristocracia ideal, seria aquela em que cidadãos altamente especializados, munidos de conhecimento, inteligência, competências, altruísmo, ética com imparcialidade e justiça fossem os que tivessem prioridade de assumir o comando do Estado, enquanto o povo movimentasse a economia.


Assim, a concepção de um governo competente acontece em um regime justo , governado por um líder eficiente, capaz de estabelecer normas sociais construtivas e guiar por um caminho que promova o bom convívio social, que se projeta na possibilidade de propiciar a felicidade ao seu povo através das realizações de interesses pessoais do indivíduo, em sincronia com a boa convivência em sociedade.




 Qual desses deve prevalecer? O quanto de força é necessário e o quanto de poder, para poder alcançar o equilíbrio? Qual é o seu papel nesse lugar? Em que mundo você quer viver? Agora que você reconhece cada um deles, pegue suas peças de xadrez, que o tabuleiro está na mesa.